MOVIMENTO SEM TERRA

Sem chão, sem medo

47Min
Classificação:
Livre
Direção:
Guilherme Escapacherri e Jefferson Mendes
Produção:
MurMur Filmes
Lançamento:
2020
Assistir mais tarde

DESCRIÇÃO:

Cercada por condomínios de classe média, a ocupação Povo Sem Medo do MTST existiu por menos de um ano, entre 2017 e 2018, em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista. Encarando diariamente o preconceito e a opressão, os acampados oferecem um olhar interno da ocupação, de suas funções sociais e de sua condição humana.

Elenco: Abílio Moreira de Souza, Alaíde Roda, Alex Cipriano, Anderson Dalécio, Andreia Bilaque, Carlos Roberto Costa, Cecília Cardoso, Christian Dunker, Cláudio Paulo da Silva, Dilma Rousseff, Gabriel Barbosa, Guilherme Boulos, Hélio da Conceição dos Santos, Jane Gleide Oliveira Ferreira, Joana D’Arc, Manuel Castilho da Silva, Marcel Silvino Martins, Monika Ottermann, Nabil Bonduki, Renato de Oliveira, Sirley Martins, Therezinha Ferrari

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Compartilhe a produção:

CONTEXTUALIZAÇÃO
No ano de setembro de 2017, cerca de 500 famílias ligadas ao Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) ocuparam um terreno ocioso em São Bernardo do Campo, no estado de São Paulo, para lutar pelo direito à moradia. A ação ganhou destaque e gerou intensos debates sobre a questão habitacional no país. A empresa proprietária do terreno entrou com um pedido de reintegração de posse, porém, mesmo diante dessa medida, a ocupação continuou a crescer, com mais pessoas aderindo ao movimento. Esse cenário levou a um conflito entre o MTST, a prefeitura local e os moradores da região, que se opunham à ocupação. Tais divergências resultaram em ataques e tensões, demonstrando a complexidade do tema. Diante das mobilizações e da pressão exercida pelo MTST, o governo estadual, em 2018, cedeu quatro terrenos para a construção de moradias populares, buscando uma solução para a demanda habitacional e atendendo, em parte, às reivindicações do movimento. Após um acordo judicial alcançado em abril, as famílias que ocupavam o terreno voluntariamente o desocuparam, encerrando assim o caso da "Ocupação Povo Sem Medo", sendo esta a maior ocupação da história do país, com mais de 8 mil famílias no local.

Veja mais

Marcado para ver depois:

No bookmarked posts